quinta-feira, 12 de abril de 2012

Eu tento fugir da rotina. E nem que para isso eu contorne o quarteirão só para poder percorrer um caminho diferente, mesmo que para chegar ao mesmo destino. Mesmo que o caminho seja um pouco mais longo. Enjoo. Até do caminho.
Às vezes a pressa me pega desprevenida e me troco correndo, com o rosto amassado e o pensamento de que o dia já começou ruim. Acordar já é ruim. Acordar e não ter os cinco minutos de preparação  (o meu chamado pré levantar) é pior. Mas aí eu lembro que eu estou viva. E com o mesmo rosto amassado eu sorrio. De leve.
E são exatamente nesses dias em que eu não penso no percurso a percorrer, apenas sigo focada no ponto de chegada. Pouco me importa as ruas, as pessoas que não vou encontrar no caminho, os sorrisos e as rostos de sono que poderia ver... Uma manhã sem detalhes.
Meu trabalho exige simpátia. O tempo todo. E não sou. Ninguém é por tempo integral, impossível. Mas tento. Esqueço o sono, o tempo, as pessoas chatas e ignorantes que tive que conversar ontem e antes de ontem e....... E me prendo a palavras do tipo ''tudo bem'' ''estou ótima''  ''hoje vai ser um dia incrível''. E realmente, sempre que penso positivo acontece. Ultimamente tudo que tenho almejado com toda força e fé, tem se realizado
Existe um bocado de coisas boas me acontecendo. E ruins, é claro. Mas as ruins existem mesmo para podermos querer as boas. Que graça teria não querer ser mais feliz, mais alegre? A gente tem que querer sempre pra sonhar. Desejar. Ter um porque para viver. E mesmo que algo me deixe chateada, eu deixo pensamentos bons tomarem conta de mim.  A positividade faz um bem imenso, já tentou?
Eu costumava dizer que sempre acontecia o contrário do que desejava, mas a única verdade é que eu não desejava com toda a força que eu tinha. E nada mais justo não vir por inteiro. Se o esforço é pouco não se pode reclamar por receber só metade.

E sobre caminhos, a gente só tenta enganá-los. Porque no fundo sempre existe um caminho que a gente prefere. E que sempre vai ser prioridade na hora de não saber por onde ir. . Sempre existe algo já pré traçado em nossas mentes, porque já conhecemos e já estamos situados.

 É impossível fugir da rotina se, às vezes, somos nós que corremos atrás dela.

Mas devo ressaltar que não importa o motivo do teu sorriso, da tua lagrima ou até mesmo da falta de fé nas coisas. Caminhos novos existem, e os velhos e bons também. Se valer a pena repetir algum, ótimo. Se não, existem vários outros para serem percorridos e descobertos. Às vezes com muitos detalhes, outras sem nenhum. Mas eles sempre vão levar para algum lugar.
E não penso em ficar parada.
Porque o que eu almejo para mim é maior do que eu, e maior do que os caminhos que ainda vou ter que percorrer.



Françoíse A. Machado

4 comentários:

  1. Fran :)
    Saudades de passar por aqui >.<

    Excelente texto como sempre *-*

    Beijos e cuide-se

    www.rimasdopreto.com

    ResponderExcluir
  2. Ótimo Fran, adoro demais seus textos, não me canso de dizer isso! Estava com medo de você voltar a sumir.

    ResponderExcluir
  3. Olá, parabéns pelo seu blog.
    Te convido a conhecer o meu,
    http://carmasepalavras.blogspot.com/

    ;)

    ResponderExcluir