terça-feira, 12 de julho de 2011

Eu me lembro das flores, do céu aberto, e das nuvens que pareciam formar desenhos. Estava calor, mas havia uma brisa gostosa de vez em quando. Teu sorriso iluminava mais ainda meu dia. Ficaria ali para sempre.
Foi uma conversa boba, mas foi o início de quase tudo, porque é claro que já tínhamos um pouco. Ou melhor, acho que foi o início do meio.

- Há tanta beleza no mundo!

- Sim, há de tudo. Até beleza.

- Até?

- Até.

- Eu gosto daqui.

- E eu gosto de você.

- E daqui também, não?

- Gosto daqui quando tem você. Caso contrário não teria sentido.

- Mas, foi você quem me trouxe até aqui. Costumava vir sozinho, não se lembra?

- Eu procurava um sentido.

- E agora?

- Agora eu já encontrei.
Françoíse A. Machado.

5 comentários:

  1. que lindo, que doce, que suave de se ler.

    ResponderExcluir
  2. Foi tão curto e tão belo.
    Realmente, existe de tudo, inclusive beleza, e, quando encontra-se a pessoa amada, o sentido para a vida, então encontra-se, também, essa beleza que existe!

    ResponderExcluir
  3. Gosto de textos assim: simples, mas com a profundidade no sentimento enorme.

    ResponderExcluir
  4. Que adorável esse seu texto e a música de fundo acabaram me embalando a dias bons.. acho que senti a mesma magia que você passou para esse texto!

    ResponderExcluir
  5. gostei do seu blog, já estou seguindo;)
    segue o meu tbm*

    http://wwwdescomplica.blogspot.com/

    Beijos

    ResponderExcluir